Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Desperate Writers

Imagem
Falem o que quiserem, mas sempre gostei de Desperate Housewives. Desde as temporadas elogiadas - a primeira, a primeira metade da terceira e a quarta - até as mais toscas - a segunda, a segunda metade da terceira e a quinta foram uma bosta elevada à décima potência -, consegui acompanhar firme e forte. Mas já está dando vários sinais de desgaste.

Prova disso é uma notícia que li num site (extremamente ruim, mas enfim, pode ser verdade), que dizia que um desastre de avião vai matar alguém do elenco. Oh, novidade.

A premissa da série, em seu episódio piloto, era mesclar a vida (nada) monótona de um grupo de donas-de-casa com bastante humor negro, com o pano de fundo do mistério do suicídio da narradora. O mistério instigou bastante o público, esbanjando sempre uma média de mais de vinte milhões de telespectadores durante a primeira temporada.

Resolvido o motivo do suicídio de Mary Alice (Brenda Strong), a série tem tentado apresentar um novo mistério, mas todos foram rechaçados. Desde a pr…

A volta dos que não foram

Lamento o longo hiato que mantive nesse blog. Coisas interessantes aconteceram nesse intervalo. Dias depois de ter sumido daqui, fui chamado pruma "entrevista em grupo" da campanha Passaporte Sportv, cujo premio seria trabalhar como correspondente internacional em um dos países classificados para participar da próxima Copa, no ano que vem. Infelizmente não passei.

Desde então tenho refletido se tenho mesmo que insistir tanto nessa carreira de jornalismo, depois de dez meses sem ter encontrado nada. Além de não precisar mais de diploma - desperdiçando assim quatro anos de dedicação -, será que tenho mesmo tanta gana pra tentar nessa carreira, ou é melhor seguir em frente em outra área? Sei lá...pra mim vai ser uma tortura fazer cursinho e se matar de estudar pra tentar USP ou UNICAMP.

Áreas que tenho pensado são muitas, mas...quais são beco sem saída? Quais demoram para deslanchar? Considerei Letras, pra continuidade com o que tenho trabalhado ultimamente, mas será que dá pra s…

Parte 3 da saga do Ninja..sorry!

Faz um tempo que não posto nenhum capítulo da série do Ninja, então, sem mais delongas, confiram o terceiro capítulo. O texto é longo, mas vale a pena!

Capítulo 3 – Acerto de contas
- Já basta, Okazuro. O que importa é que você quebrou o trato, e isso não é tolerável! – diz Shuryon firme, guardando sua espada. Só se escuta uma risada irônica do genro, cabisbaixo. Uma última gota de sangue sai de sua boca. – Não vejo nenhum bom motivo pra você rir neste momento... – diz o velho, estranhando a reação.
- Pois eu lhe explico, meu caro sogro...pra mim, esse trato não passa de balela! – diz o jovem ninja, olhando desafiador pra ele.
- Como é?
- Isso mesmo. Não precisa se fazer de desentendido! Eu sei muito bem que o senhor me odeia, desde que comecei a namorar essa daí. – ele diz isso apontando para Onihime, como se ela fosse uma peça deformada de museu. – Deixe de cordialidades, é pura perda de tempo. Além disso, há tempos que venho te visitando. Não tava na cara quem esse vulto era? Essas habi…

Late...but I got into Medium and 30 Rock!

Pra não ficar num hiato muito grande com o blog, estou postando mais uma vez. Não estou tendo muita paciência de escrever no momento, porque tem muita coisa acontecendo. Não é o momento certo de falar sobre isso, mas enfim.

Posso comentar que estou adorando, atrasadamente, a quinta temporada de Medium e a terceira de 30 Rock. Completamente doentio o arco de Lucas Harvey, que se deixou matar só para distorcer os sonhos de Allison, numa espécie de cruzada anti-profeta em nome de Deus. E olha que ainda nem terminou essa temporada. Estou vendo pelo imdb que os três episódios seguintes retratam um mesmo arco. Se for tão bom quanto as duas partes de The Devil Inside, estou mais que satisfeito.

Quanto a 30 Rock, rachei o bico ao ver o episódio Apollo, Apollo, principalmente quando vi as perspectivas de vida de Jack, Tracy e principalmente do Kenneth, com bonecos dos Muppets, com direito a Liz Lemon (a musa dos nerds, Tina Fey) andando exatamente como os fantoches. E a cereja do bolo ficou por …