Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Minha epopéia jornalística - Parte 3

(Leia o post que as duas primeiras partes estão embutidas no texto)

Tem gente que quer oferecer emprego de MUITA má vontade, só pode ser. Ligam nas piores horas, são omissas e, pior, mal educadas no telefone, o que dirá quando a entrevista acontece em pessoa.

Lá vou eu em mais uma desventura em busca de um emprego. Não é possível, só eu passo por apuros por conseguir um emprego de nada em jornalismo! Primeiro, fui pruma tal Ordem dos Cavaleiros de _____, cujo líder tá mais pra autor de auto-ajuda. Serviria daí pra escrever um jornalzinho de sardinha e ser locutor numa rádio avulsa. Detalhe, o trampo era em São Paulo, capital, pagavam salário do mercado (ou seja, baixo) e teria que trabalhar na semana das 8 às 18h E de sábado, das 8 às 12h. Ou seja, NUNCA ia voltar pra casa! No final das contas, meus pais riram da minha cara (eu estava certo de que conseguiria algo legal) e desembolsei cerca de R$ 130 na brincadeira, contando transporte, alimentação e táxi pra ida no lugar e pra volta à …

A Year Later... e mais um puxãozinho de orelha pra imprensa

(Peraí que não sou o Dunga pra falar que são uns merdas, e put@ cagões do car@lho. É algo mais moderado).

É triste atestar que o blog foi inaugurado em circunstâncias digamos melancólicas. Um dia depois que comecei a postar, Michael Jackson ficava naquele imbróglio de morreu ou não morreu provocado pelo hard news.

Por conta da data, é óbvio que as redes de comunicação se preparam pra realizar aquelas séries de reportagens especiais, desde (re)contando a infância sofrida do caçula dos Jackson até o últimos momentos de vida do cantor, que estava se preparando pra voltar à carreira musical com a turnê This is It.

Por exemplo hoje estava almoçando (tarde, por causa da PORRA da Copa) e comecei a conferir uma reportagem do Vinícius Dônola, um dos repórteres cujas matérias sempre são interessantes. Começou muito bem, mas não por causa dos offs e do trabalho de edição: foi só passar alguns trechos de Ben e Thriller que bateu aquele saudosismo.

Daí, a coisa descambou. Primeiro, dizendo em off que …

Um ano e um dia depois...estamos aqui

Pois bem...o dia do cursinho foi bem modorrento ontem, assim como foi a tarde em casa, e nem tinha me dado conta que o KawasakiNÊS tinha acabado de completar um ano!!! Centro e trinta posts depois ele ainda sobrevive, mesmo que com menos frequência que antes. Mas ainda continua sendo atualizado, e é isso que conta, né?

Foram várias promessas quebradas (lembra daquela primeira, que eu dizia que ia mostrar a casa do Animal Crossing?? Pois é, desde aquela época) e algumas que até cumpri à risca (cobertura do Emmy e da finale do Idol deste ano), e sinto que o blog foi muito mal-tratado. Inclusive atualmente, porque queria muito falar como foi a experiência na RAC e de terminar as porcarias das reviews de séries (vou fazer ainda, paciência!!!), mas, por conta de alguns percalços eles acabam ficando em segundo plano.

É por aqui que sempre posto algumas reflexões do cotidiano, resenho meus programas favoritos, chuto o balde...está sendo uma espécie de terapia. Esse exercício de escrever sobre …

É que tá em pauta...

Uns dos poucos amigos da faculdade que ainda mantêm contato comigo andaram estranhando que vez ou outra posto uns twits relacionados à Copa do Mundo, que começou há duas semanas. Entre os twits falei sobre a vitória do Japão e da Coréia do Sul, as vitórias da seleção e de alguns frangos e zebras (Espanha e Inglaterra, etc).

Então... Mesmo este que vos escreve sente necessidade de relatar algo do assunto né... Afinal qualquer jornalista que se preze estará ligado de uma forma ou de outra ao agenda setting, destacando, neste caso, este evento mundial. Daí que também temos acontecimentos fatídicos com relação ao esporte, que não poderiam ser ignorados. Digamos que esses pequenos relatos fazem parte de minha "obrigação" como jornalista mesmo que desempregado e capengando no cursinho e se foder nos vestibulares.

Mas não se enganem, caros dois ou três leitores. Ainda desprezo com todos meus princípios esse evento que pode até ser bonito, mas, o país inteiro parar pra assistir esses…

Mudando o visu...

Eae, oq acharam do novo look do blog? Já q sempre posto daqui do quarto, e muita gente (duas, em particular) pensa que sofro de hikikomori (cliquem na palavra pra saber mais do assunto), resolvi colocar um fundo que exprimisse a atmosfera por onde faço os relatos de meu cotidiano e de minhas coisas favoritas.

Prefiro, além disso, ficar em meu quarto do que em outros cômodos de casa, sendo perseguido por vocês-sabem-quem por causa de vocês-sabem-o-quê. Até julho preciso sair dessa marmelada.

Mas enfim, a princípio tentei encontrar algo ligado à leitura, comunicação ou tecnologia, assuntos que me interessam muito. No entanto, não encontrei algo que agradasse, por isso, por enquanto vou deixar como está.

Enquanto isso, aguardem mais reviews de season finales (American Idol deve ser o próximo pra acabar com esse ciclo de uma vez), e também pretendo dar uma cobertura nem tão extensa assim da E3, já que o evento é tipo MUITO grande e nem me interesso muito pela maioria dos lançamentos.

O porquê…

A Volta da Violência de Mortal Kombat

Num ritmo de "esquenta" para a Electronic Enternainment Expo, a E3, que começa no dia 15 de junho, a Warner Bros e a NetherRealm Studios - nova empresa, substituindo a finada Midway - lançaram um vídeo com a nova edição da série Mortal Kombat. A saga sanguinária volta para sua nona edição depois do "inusitado" e vergonhoso crossover com os heróis da DC Comics, prometendo voltar às raízes da franquia. Ou seja, sangue, membros dilacerados e cabeças rolando.

Pelo vídeo abaixo, pode-se confirmar a presença de Shao Khan, Raiden, Johnny Cage, Sub-Zero, Reptile, Nightwolf, Mileena, Kung Lao e Sektor. Umas das fases (mais uma vez reprisadas) numa versão melhorada são o The Pit, Khan's Arena, Dead Pool e Living Forest. Uma novidade é o sistema de combate em duplas, similar ao recente Tatsunoko Vs Capcom. Quanto à parte que mais interessa, quase mostraram fatalities do The Pit e um do Kung Lao, que é reprise de um dos encontrados em Shaolin Monks.

Olha, posso ser chato? …

Season Finales - com atraso (Eu sei): Os Simpsons

Imagem
Tá bom, um monte de vezes jurei de pés juntos que ia escrever sobre os finais de temporada das séries - que foi há mais de duas semanas nos EUA e na passada no Brasil -, mas por conta de uns lances não tive oportunidades. Mas enfim, isso pode ficar prum post futuro - ou não.

To kick off, faço uma review com o que houve no final da vigésima primeira temporada de Os Simpsons, que teve a participação do apresentador Ryan Seacrest e da bancada de jurados do American Idol - Randy Jackson, Ellen DeGeneres, Kara DioGuardi e Simon Cowell.

Confesso que raramente paro o que estou fazendo para ver algum episódio inédito do desenho na TV a cabo, porque o horário é ruim e estou jantando - ou seja, sou forçado a assistir ou Olimpíadas do Sílvio Santos ou aquela PORRA que copia aquela droga do Dancing With the Stars o Dança dos Famosos. Tampouco baixo pela net, pois tenho outras séries na fila pra acompanhar.

O que me interessou de verdade foi o episódio ter a ver com o reality show e, ansioso pra fin…