Uma respirada no meio da turbilhão

É domingo à noite e afinal cá estou postando alguma coisa pra não deixar janeiro em branco. Como tem passado? Estou trabalhando que nem louco e voltei ao hábito de dormir de tarde pra poder aguentar o meio período à noite. Meu pai me mataria se visse isso...

A orientação profissional acabou e foi sugerido manter sessões de psicoterapia, uma vez que sou muito travado e difícil de me abrir com as pessoas. Além disso, agradeço pela psicóloga aconselhar a continuar a tentar algo em jornalismo. Um ano sem emprego na área é muito pouco tempo pra desistir. Infelizmente não é isso que meus pais acham, principalmente minha mãe. Ao mostrar no laudo que uma das carreiras que devo seguir é pedagogia, ela - que é formada nessa área mesmo - já refutou, dizendo que ninguém mais contrata pedagogos. As outras áreas apropriadas seriam advocacia - que honestamente nunca me veria trabalhando, com o perdão dos advogados - e artes cênicas, que me pareceu interessante. Não dizem que teatro controla a timidez? Estou pensando seriamente em arranjar uma escola. Alguém tem sugestões?

Fora isso, comecei a ler hoje Eu Sou o Mensageiro, de Markus Zusak. À primeira vista pode conter o enredo típico de experiência de autoconhecimento do protagonista - um loser autodeclarado, prestes a completar vinte anos -, mas não se acanhem. A linguagem é moderna e faz transparecer sem firulas um bairro americano de classe baixa, com direito a expressões vulgares - vulgo palavrões - profanadas a torto e direito, dois terços sendo da mãe de Ed Kennedy, o herói da história. O texto, escrito agilmente e com um senso de humor seco e rasgado, é um deleite para ler nos fins de semana. Comecei no fim da tarde e já estou na página 55, no oitavo capítulo. Só parei pra não acabar com a diversão muito rápido.

Com Pokémon Diamond, tenho jogado every now and then. Uma vez que estava na casa de meus avós durante essa semana para ficar de companhia, aproveitei para dar uma recapitulada no jogo - Scribblenauts tá um pé no saco -. Treinei com muito afinco meu Lucario e já consegui deixá-lo no nível 52, com bons ataques (ExtremeSpeed, Dragon Pulse, Bone Crush e Aura Sphere). Já é meu xodó junto com Empoleon com nível 56. E esta noite, após o jantar consegui capturar meu Dialga em apenas quatro rodadas! A Dusk Ball ajudou bastante. Só com um Aura Sphere a barra de energia ficou com um quinto, e enfraqueceu o suficiente. Quero treiná-lo com cautela, e antes, precisarei treinar algum do tipo terrestre para desafiar o próximo líder de ginásio. Estou entre Quagsire e Hippopotas...qual escolher?

Agora, estou vendo o Golden Globe. Nem sei se cubro o evento ou não, estou por fora dos indicados. Qualquer coisa volto aqui. Té mais!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3 vezes em que a Problematização foi longe demais

Mais uma vez de volta

Sugestão de série - Crazy Ex-Girlfriend