13 de abril - Dia de Azucrinar Japoneses e Jornalistas

Isso aí, anota em algum lugar pra não esquecer. Começou a partir deste ano.

Já não bastasse saber que japonês de óculos precisa fazer qualquer conta de cabeça, hoje levei uma saraivada de impropérios no cursinho. E não foi só por causa dos olhos puxados!

Pra começar, na aula de Biologia, perguntaram quem da classe já trabalhou como mesário numa eleição. Como devo ser um dos tiozinhos da sala - a maioria deve ter terminado o ensino médio ano passado, e este ano vai ser minha TERCEIRA participação numa eleição -, fui o único sortudo a levantar o dedo. O que o professor faz?? Aquele sinal com o polegar, indicando que me fodi gostoso. E é o que pode acontecer caso realmente faça vestibular no fim do ano: afinal, o último fim de semana teoricamente livre seria o das eleições. Em seguida, os domingos seriam ocupados pelas provas do ENEM e depois Unesp no dia 14 de novembro, Unicamp em 21 e a FUVEST em 28 de novembro, diretaço. Por isso deixo registrado: PRECISO ARRANJAR ALGO LOGO!!!

Nessa mesma aula, o professor relembra do caso que soda cáustica foi supostamente inserida na composição do leite da Parmalat. Ele pergunta: "Alguém aí vai fazer jornalismo?"

"Puta que o pariu, lá vem", foi só o que pensei, com o estômago embrulhando.

"Imprensa é uma MERDA", ele vociferou. Litros de risos na classe, e eu fechando o olho e rindo tolamente, numa tentativa patética de fingimento. E ele continua: "Sabem de nada, e querem falar de tudo". As risadas demoram a cessar. Logo atrás de mim, comentam: "Pegam no pé porque é japonês, agora porque é jornalista".

Passado esse vexame, fui pego pra Cristo na aula de física, no período seguinte. O professor estava desenhando um espelho esférico na lousa, quando se vira e aponta pra mim, me perguntando se eu era rico. "Vai se fuder, de novo?!", foi só o que eu pensei, enquanto balançava a cabeça negativamente.

"Não, é que lembrei de uma história, do plano de vida da mulher é de se casar com japonês e...". O resto remete a coisas que nem preciso postar aqui. É isso mesmo que você pensou.

Olha, posso até concordar com o fato da imprensa ser um pouco stalker - basta lembrar do caso Escola de Base ou até mesmo o caso Isabella -, mas precisava generalizar dessa forma? Foi só um caso citado pra dizer que tudo é uma merda. Ser jornalista é um ofício como outro qualquer, com altos e baixos. O problema é que erros de jornalistas aparecem por todos os lados...

Pelo negócio de ser japonês, nem preciso repetir. Sem graça total. Pelo menos a classe nem riu muito da tentativa de piada na aula de física.

Mais uma coisa: deve ser teoria da conspiração, mas será que eles tem algo contra mim?

PS: Consegui acertar dois exercícios (de nove, X( , mas enfim) na aula de Matemática 2! Fiquei feliz por mim mesmo. HAhahaha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3 vezes em que a Problematização foi longe demais

Teacher, how do you say... Rebimboca da Parafuseta?

Mais uma vez de volta