JN faz 40 anos - Motivos pra comemorar. Comemorar o quê?

E aí, alguém notou o cenário e os breguetes novos do Jornal Nacional, em comemoração aos 40 anos de compromisso com a "verdade" que é encontrada só no umbigo da Globo? Nem vou me aprofundar muito quanto às mudanças estéticas do estúdio e da redação, pois isso você pode ver neste blog, explicando detalhadamente o que foi mudado.

Só quero que vocês lembrem que foi nesse mesmo noticiário que antecede a maior fonte de audiência da emissora, a novela das nove, já foi responsável por nós elegermos o Caçador de Marajás que assombrou nossas poupanças, além de considerar uma das maiores manifestações da democracia no Brasil como sendo apenas mais uma parte da comemoração do aniversário da cidade de São Paulo, em 25 de janeiro de 1984.

Além disso, quem aí não se lembra do chororô demagogo e sentimentalista à morte do todo poderoso Roberto Marinho, com direito à versão paraguaia do Mr. Sheffield de The Nanny deixar lágrimas se esparramando no rosto retocado, pra mostrar solidariedade à rede que se vê por aí? Tirem suas próprias conclusões aí:



E o dia glorioso da derrocada da gigante? Isso deveria acontecer mais vezes. O Brizola deu a deixa pruma das melhores coisas já vistas na TV. Cid Moreira teve que engolir toda a polidez forçada da emissora, pra dizer essas palavras afiadas. Toma, Globo!!!!!



Parabéns, Globo. Um ótimo exemplo para estabelecer um parâmetro do jornalismo atual.

Mas lembrem-se, querida Globo. Ainda estamos de olho (/bial), hahahaha

PS: me recuso a falar novela das oito, eles só atrasam essa PORCARIA pra conseguir mais gente chegar em casa depois do trabalho e assistir às histórias da vida real no Leblon, ou as danças nas gafieiras cariocas ou os crimes misteriosos que assombram São Paulo)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3 vezes em que a Problematização foi longe demais

Mais uma vez de volta

Sugestão de série - Crazy Ex-Girlfriend