APCM - Que PORRA é essa?????

Uma de minhas maiores alegrias descobertas era baixar minhas séries favoritas em sites especializados, como IsLifeCorp, e poder acompanhar junto com os telespectadores americanos o que passava na TV dos EUA.

Foi assim que consegui acompanhar as temporadas novas inteiras de Desperate Housewives, American Idol 8 e The Big Bang Theory, além de uma série de episódios de CSI Las Vegas, Scrubs, Grey's Anatomy, The United States os Tara e 30 Rock. Era só esperar alguns minutos (numa conexão de 500KB, variava de 30 a 50 minutos dependendo da série) e pronto, bastava uns cliques para assistir quantas vezes quiser, a qualquer hora e melhor, poder voltar para ver alguma coisa da cena que passou em branco ou que você não entendeu muito bem (as pistas de CSI, por exemplo, queria ver mais de uma vez ou não entendia o que eles falavam em jargões científicos. Como os episódios eram meio pesados, eu apagava e esperava pela semana seguinte, só pra baixar e continuar com minhas histórias favoritas.

Mas agora minha diversão acabou. O site do IsLifeCorp foi suspenso, a pedido de um grupo ignorante e equivocado que acha que todo mundo copia os arquivos de vídeo em mídias alternativas (entenda CDs ou DVDs) para vender a um bom preço. Sim, é um problema grave, mas não são TODOS que agem dessa maneira corrupta e criminosa, incentivando a pirataria. Mas esse tal grupo, a APCM (Associação Antipirataria de Cinema e Música), acha que todo mundo que assiste a vídeos pela internet é bandido. Pura generalização discriminada.

A começar pelo nome desse bando de hipócritas, que querem corrigir o que não é para ser corrigido, o que as séries tem a ver com cinema e música???? Puxa, se tem alguma sala de cinema que passe séries em tela grande, me avise vou correndo!!!!!! A caça ao assassino de CSI em Dolby Stereo 5.1 deve ser muito massa!!!!!!!!

O raciocínio deles é minimalista e primitivo. De acordo com o terceiro parágrafo do Artigo 184 do Código Penal, "caracteriza como violação da propriedade intelectual o oferecimento público de qualquer obra sem autorização, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema, com objetivo de conseguir lucro. Pena: reclusão, de 2 a 4 anos e multa". Outra coisa que é difícil de engolir é que definem pirataria: "é o download ou a distribuição não autorizada de conteúdos protegidos por direitos autorais, tais como filmes, músicas, programas de televisão, vídeo-clipes ou programas de computador, com ou sem intuito de lucro".

Se é assim, porque não vão atrás de sites como YouTube, que hospeda não só episódios inteiros de séries (picotados em partes, mas enfim), como também vídeos contendo trilhas sonoras (estou agora mesmo procurando do Kill Bill) e filmes? É porque sites como o IsLifeCorp, que era mantido através de doações e que já alertava para não gravar e vender os vídeos, é uma presa mais fácil, menor e mais vulnerável? Quem aí não lembra que uma tal atriz/apresentadora proibiu o acesso ao site porque ela foi tão besta a ponto de ser flagrada na praia, se esfregando com o namorado?

Querem mostrar serviço, APCM? Façam algo a respeito dos camelódromos no país. Sites renomados como o IsLifeCorp sempre deixaram bem claro que eram contra a pirataria, nos próprios arquivos de vídeo.

E pra vocês, até fazer legendas de filmes é pirataria?????? Pessoas de bom grado que querem ajudar quem não fala inglês a assistir outras atrações que não sejam novelas EXTREMAMENTE realistas é crime? Cultura é crime então! Leiam este trecho ridículo:

A confecção de legendas e sua disponibilização para download constitui violação de direitos autorais e, como tal, deve ser reprimida, o mesmo ocorrendo com a dublagem.

O Brasil possui comunidades destinadas à tradução e à confecção de legendas para obras originalmente em língua inglesa, atividade que, independentemente da obtenção de lucro, viola direitos autorais.

É importante destacar que a única finalidade das referidas comunidades é permitir que não falantes da língua inglesa possam assistir a cópias piratas de filmes e de seriados antes que sejam legalmente disponibilizados no Brasil, de maneira que são um elo na cadeia de violação de direitos que se inicia com o camcording ou com outro tipo de reprodução ilícita do exemplar original.

Ou seja, se você for fã de animes, esqueça, meu amigo. Aguarde que seu anime chegue à TV a cabo, depois na Globo, com cortes de censura equivocadamente aplicados. Quanto à sua série favorita, deixe que chegue com meses de atraso, na TV a cabo, e depois na TV aberta, DUBLADA!!!!! Ou vá economizando para comprar o box de temporadas ANTIGAS e ATRASADAS por mais de duzentos reais.

Ah, vá também poupando seu dinheiro pra fazer cursos de inglês e, se necessário, de japonês também. Vai estudar, vagabundo. Acabou a moleza.

Enquanto isso, assista às instrutivas novelas da Globo que, por exemplo, mostram de maneira PRECISA o modo de vida da Índia. Lá todo mundo fala das "lamparinas do juízo" e "arrastar o sári na feira". Ah, e não vamos esquecer que, toda semana eles param o que estiverem fazendo pra dançar!

Em protesto, não vou por uma foto de nada. Vai que a APCM me intima a apagar o post depois...

Comentários

Tina disse…
Que horas vc dorme, meu amigo???
Vc é professor de Inglês boa parte do dia, e a outra parte, imagino que tenha que preparar algumas aulas. Some-se ainda, banhos, alimentação, vida social, etc...
Concordo com vc em tds os graus, mas vai assistir série assim lá no inferno!!
Bjão
Tina

Postagens mais visitadas deste blog

3 vezes em que a Problematização foi longe demais

Teacher, how do you say... Rebimboca da Parafuseta?

Mais uma vez de volta